Alternar Nav
Meu Carrinho

Blog

  1. Escondidinho de Batata Doce

    Ingredientes:

    - 3 batatas doces médias;

    - 1 colher de sopa de azeite;

    - 300 g de frango cozido e desfiado ou 1 lata de atum natural (em água);

    - 1 potinho de iogurte natural desnatado;

    - 1 cebola;

    - 1 tomate médio;

    - 1/2 pimentão verde;

    - 3 colheres desopa de molho de tomate natural;

    - 150 g de queijo minas ralado ou queijo ralado light; e

    - Tempero à gosto (pimenta, alho, etc).

    Modo de preparo:

    Purê de Batata:

    Cozinhe as batatas em uma panela com água (quantidade suficiente para cobri-las). Para otimizar o seu tempo, descasque as batatas e corte-as em pequenos pedaços. Enquanto isso, vá preparando o recheio. Quando as batatas estiverem cozidas, amasse-as no espremedor de batatas. Para fazer o purê, coloque um pouquinho de azeite na panela, as batatas amassadas e acrescente o iogurte natural desnatado. Misture bem. 

    Recheio:

    Para o recheio, corte em pedacinhos pequenos a cebola, o tomate e o pimentão. Em uma outra panela, acrescente um pouco de azeite e jogue os legumes para refogar com os temperos desejados (ex: pimenta, sal, alho, etc.). Após, coloque o frango desfiado e as 3 colheres de molho de tomate natural e cozinhe por 5 minutos.

    Montagem:

    Em um refratário coloque uma camada bem servida do purê de batata doce. Depois coloque o recheio já preparado e mais uma camada de purê por cima. Por fim jogue o queijo ralado light (e um pouco de óregano se gostar) e leve ao forno por 10 minutos. Está pronto. Agora é só servir e se deliciar.

    Continus Reading »
  2. Jovens também são alvos de problemas cardiovasculares

    Sociedade Brasileira de Cardiologia alerta quanto aos fatores de risco mais comuns

    O Ministério da Saúde estima que mais de 30% das mortes no Brasil são causadas por doenças cardiovasculares e, por isso, são consideradas as principais causas de mortalidade da população brasileira. Apesar dos problemas serem mais comuns a partir dos 50 anos, os jovens também devem se preocupar com a saúde do coração.

     

    Entre os principais fatores de risco de problemas cardíacos está o tabagismo, hipertensão e colesterol, sendo que esses causadores de doenças do coração são facilmente identificados na população brasileira mais precoce.


    O estresse é outro elemento que pesa quando se fala do coração. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, ele é considerado o 4º maior fator de risco para infarto, perdendo apenas para o colesterol alto, cigarro e hipertensão. Além disso, o fator contribui bastante para o surgimento de doenças do sistema nervoso e distúrbios do sono.

     

    A atenção deve ser redobrada para quem tem histórico familiar de problemas cardiovasculares, pois o componente genético é de grande relevância. 

     

    Diante deste panorama, é essencial começar a prevenir as causas e manter os cuidados com a saúde em dia. Algumas medidas podem ser tomadas diariamente, sem muito esforço, para que a longo prazo o coração responda de forma saudável. Confira:

     

    Se exercite: As atividades físicas ajudam a evitar o sobrepeso e ainda regulam os níveis de açúcar no sangue.

     

    Abandone maus hábitos: O cigarro, por exemplo, é um dos fatores ponderantes para problemas cardíacos em pessoas abaixo dos 40 anos. O mesmo vale para cigarro eletrônico, narguilé e álcool.

     

    Alimentação equilibrada: O consumo de açúcar, sal e gorduras em excesso são prejudiciais ao coração. O ideal é apostar em uma dieta rica em frutas, verduras, carnes magras e carboidratos de qualidade. 

     

    Combata o estresse: O estresse promove a liberação de hormônios que influenciam nos índices de colesterol, pressão arterial e glicose no sangue, podendo agravar problemas cardíacos.

     

    Vale lembrar, também, que é essencial realizar um check-up anual para evitar doenças do coração.

    Continus Reading »
  3. Alimentação para quem malha: trocas saudáveis para melhorar o resultado

    É sempre bom lembrar que a prática regular de atividades físicas deve andar de mãos dadas com a alimentação. Consumir o alimento certo antes e depois dos exercícios traz benefícios para o corpo, ajuda na queima de gordura e na manutenção da massa muscular. Por isso, é um equívoco esperar bons resultados do treino se não há alimentação adequada para as práticas.

    A nutricionista especializada na área esportiva, Talita Bini Pigato, explica que o organismo precisa de mais nutrientes quando executa alguma atividade física e que tudo depende da intensidade e objetivos. “A nutrição ajuda na recuperação muscular, na melhora da performance, na prevenção do envelhecimento e lesões, na estética, na melhora da composição corporal e, assim, proporciona mais qualidade de vida”, comenta.

    Apesar de cada organismo e cada tipo de atividade física exigir uma determinada dieta, de um modo geral, alguns itens favorecem o treino – e a saúde sente esse impacto. A nutricionista Talita conta que é bom preferir os alimentos naturais porque são as melhores fontes de vitaminas, minerais e antioxidantes. “Além disso, cereais integrais e com baixo índice glicêmico evitam o acúmulo de gorduras, o que favorece os praticantes de atividades físicas que buscam a redução ou manutenção do peso corporal”, completa.

    Alimentação para quem malha: 4 Trocas saudáveis para fazer já!

    Antes e depois dos exercícios é importante comer o alimento que ofereça os nutrientes certos para o organismo ter energia e se recuperar. Veja o que você pode substituir para otimizar o treino!

    Antes de malhar

    Chocolate por fruta: tem gente que come doce antes de ir para a academia por conta do açúcar. Mas o certo mesmo é escolher e consumir uma fruta. Opções como a laranja – inteira ou na forma de suco sem açúcar e sem peneirar -, e a maçã são opções legais porque têm baixo índice glicêmico. Isso significa que o açúcar desses alimentos chega à corrente sanguínea bem devagar e induz o organismo a utilizar a gordura como fonte de energia na hora de um exercício aeróbico de longa duração (corrida) ou em uma atividade de alta intensidade e com curta duração, como a musculação. O ideal é comer a fruta cerca de uma hora antes da prática do exercício. Além da fruta in natura uma dica é experimentar, por exemplo, as nossas Frutas Crocantes ou os nossos deliciosos Smoothies.

    Pão branco por pão integral: é a mesma regra da troca de chocolate por frutas. O pão integral dá energia, mas tem baixo índice glicêmico – diferente do pão tradicional feito com farinha branca. Mais uma vez, uma hora antes de iniciar a atividade física é o tempo ideal de consumo.

    Depois de malhar

    Isotônicos por suco de fruta: para acelerar o processo de recuperação dos músculos e se hidratar, sucos de fruta desempenham um papel bem interessante, uma vez que são fontes de energia rápida e saudável. Recomenda-se ingerir até 30 minutos depois do treino a primeira dose de carboidratos de rápida absorção, como um suco de frutas adoçado. É importante saber que o corpo leva até 24 horas para se recuperar de uma atividade muscular intensa, por isso, é necessário fazer intervalos de descanso entre as atividades, e priorizar uma alimentação saudável, pois ela fornecerá o que o organismo precisa para sua recuperação.

    Arroz branco por arroz integral: a regra vale para todos os cereais. As opções integrais são ótimas fontes de energia para o organismo, ajudam a recuperar os músculos e são mais nutritivos que as versões não integrais. Para quem deseja emagrecer, o ideal é estender o intervalo entre treino e refeição por até 60 minutos.

    Continus Reading »